Logotipo Expressão Regional

Home Uncategorized

Como o Dólar se tornou a moeda mais importante do mundo?

07/06/2022

No início do Século XX, a Libra Esterlina da Inglaterra era a principal moeda do comércio e usada em 80% das reservas monetárias mundiais, que é um dinheiro que o banco central de cada país guarda para pagar suas importações, dívidas e intervir no valor de seu câmbio. E, nesse período, o papel do Reino Unido como grande credor de dívidas internacionais e lar do mercado financeiro mais importante mantinha a Libra, uma moeda estável e confiável, como hegemônica. Mas a partir da metade do século XX, o mundo viu uma ascensão extraordinária do Dólar e, hoje, ele é a moeda mais importante sendo usado em 40% de todas as transações comerciais, 60% das dívidas e, além disso, o Petróleo e diversas outras Commodities tem seu preço cotado nele, seu papel vital para o mundo hoje é inquestionável. Mas como o Dólar conseguiu ultrapassar a libra e se sobressair diante de moedas até mais confiáveis e estáveis como o Franco da Suíça ou o dólar da Singapura?

A Primeira Guerra levou ao fim do padrão libra-ouro e, posteriormente, não se chegou a um acordo até Bretton Woods, em 1944. Assim, o período compreendido entre 1914 e 1944 caracteriza-se pela desordem monetária e pela inexistência de um país claramente hegemônico, enquanto potencias médias buscavam uma posição de liderança. Ainda em plena guerra, os Estados Unidos e a Inglaterra iniciaram negociações para uma reestruturação econômica, que resultaram na Carta do Atlântico, em 1941, uma espécie de precursor de Bretton Woods . Após o fim da guerra, quando os Estados Unidos emergem como nova potência mundial, o Ocidente passa a ter uma nova ordem monetária e econômica internacional. Ao se tornarem a nação hegemônica, os Estados Unidos impõem ao mundo o dólar como moeda internacional e a supremacia do país, também no campo monetário e na condução das finanças mundiais.

Em 1944, nos termos dos Acordos de Bretton Woods, o padrão libra-ouro (1870 – 1914) dá lugar ao padrão dólar-ouro .

Os acordos de Bretton Woods foram propostas definidas entre os participantes da Conferência Monetária e Financeira Internacional das Nações Unidas e Associadas, realizada entre 1 e 22 de julho de 1944, que elaborou regras para o sistema monetário internacional. O sistema concebido nas negociações recebeu o mesmo nome da localidade em que o evento foi realizado, em Bretton Woods, no estado norte-americano de New Hampshire. A conferência criou o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial.

  1. Quando o dólar se tornou uma moeda mundial?

O crescimento da economia norte-americana também foi propiciado por acontecimentos históricos como a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), e a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) momento em que a Europa se encontrava em reconstrução da Europa e do Japãp, então os EUA forneceram empréstimos e mercadorias, resultando num gigantesco crescimento

  • Por que o dólar e a moeda mundial?

Os depósitos em dólar demonstram o papel das notas verdinhas como reserva global de valor. Mas esse não é o único fator que torna o dólar uma moeda internacional. Seu papel como unidade de conta, nas faturas da maior parte do comércio global, talvez seja sua área de domínio mais impressionante

  • Por que o dólar é considerado como a principal moeda do mercado comercial mundial?

Por ser a moeda que dita a economia mundial, todos os países fazem transações em dólar. Assim, quando o governo ou empresas brasileiras compram ou vendem algo de outro país, o dinheiro usado é o Dólar e não o Real. Como a economia hoje é globalizada, trocas assim entre países acontecem o tempo todo.

  • O que define o preço do dólar?

Quando há uma circulação maior do dólar dentro de um país, como por exemplo, o Brasil significa que a oferta está grande e o preço do dólar tende a diminuir consideravelmente. A mesma coisa vale para o contrário, se há pouca circulação da moeda no país o seu preço tende a aumentar.

  • Qual é reserva de outro de alguns países:

Reserva de ouro é o ouro detido por um banco central. Atualmente Bancos Centrais de diversos países detêm 1/5 de todo o ouro do mundo.

Em novembro de 2012, as maiores reservas estavam nos Estados Unidos, então, avaliadas em 8,1 mil toneladas do metal, o que equivalia a 350 bilhões de dólares na época (ou em Português Europeu 350 mil milhões de dólares).

Recentemente, e de acordo com dados de 2019, podemos apurar algumas alterações no Ranking das 20 maiores reservas de ouro do mundo, como se pode observar na tabela que se segue.

Top 20 das maiores reservas de ouro (dados de 2019)

  • O que garante que o Dólar será o moeda do mundo por anos:

A tradição do dólar como moeda de reserva internacional vem sendo mantida até hoje. Porém, houve uma alteração na lógica econômica por trás desta hegemonia: em vez de se basear no ouro, ela agora é fortemente mercantilista.

O dólar é a moeda de reserva internacional por dois motivos. Primeiro, os países membros da OPEP aceitam dólares em troca de petróleo. E a precificação da OPEP em dólares é a principal unidade de conta para todos os mercados de petróleo. Isso representa um tremendo subsídio para o Tesouro dos Estados Unidos. É também um subsídio para o Fed.

 O status de moeda de reserva internacional do dólar está ligado à capacidade do governo dos EUA de controlar os grandes países exportadores de petróleo do Oriente Médio. A indústria bélica americana vende aviões e armas para estes regimes feudais exportadores de petróleo. Isso significa que esses regimes são dependentes do governo americano. Eles têm de comprar peças de reposição para suas armas. Eles têm de pagar por cursos de treinamento e outras tecnologias, os quais são fornecidos pelos EUA. E eles têm obviamente de pagar em dólares.

Logo, como estes países têm de pagar em dólares para os americanos, o dólar é a moeda na qual eles vendem seu petróleo. Como consequência deste arranjo — o fato de o dólar ser a principal moeda do mercado de petróleo —, há uma demanda contínua por dólares em todo o mundo, pois é com o dólar que se compra petróleo. Tamanha demanda faz com que a depreciação internacional do dólar seja bastante contida.

Considerações finais:

O que tornou os EUA em uma potência foi a sua grande capacidade produtiva após a segunda guerra mundial, e suas reservas em OURO, além disso se beneficiou de guerras ao longo dos anos, fornecendo material bélico para várias nações, até os dias de hoje é um país que produz e detém várias tecnologias de ponta, sendo assim gera renda. É o maior PIB mundial US$22 trilhões (2021), 13,6x ao que o Brasil produziu em 2021.  Além disso as transações financeiras mundiais estão sob a gestão americana, para ser ter uma ideia a China com todo o seu poder econômico representa hoje 2% de todas as transações financeiras do mundo.

Por : Alexandre Cunha MBA – Gestão de Finanças e Controladoria pela Uni Santanna

Pequeno Polegar - Matrículas 2023
Horóscopo
Flavio Ricardo | Creative Retouch

©2024. Expressão Regional. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Avesso Digital