Logotipo Expressão Regional

Home Carapicuíba

Propostas antirracistas foram apresentadas durante a celebração do Dia da Mulher Negra

04/08/2022

Na noite de segunda-feira (25), o MNU – Movimento Negro
Unificado Seção Carapicuíba, com o apoio do COMPIR – Conselho
Municipal de Promoção da Igualdade Racial – Carapicuíba, e o GT
Mulheres Negras MNU Seção Carapicuíba, realizou um grande evento em
alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e
Caribenha e também do Dia Nacional de Tereza de Benguela.
Esse evento reuniu mulheres negras e demais convidados das
cidades de Barueri, Itapevi, Jandira e Santana de Parnaíba, de São Paulo.
Esse evento aberto ao público. Realizado nas dependências da Câmara de
Carapicuíba, se juntou a agenda #julhodaspretas e a Marcha das Mulheres
Negras.
Na ocasião foram apresentadas propostas relacionadas com o tema,
como a criação de uma Frente Parlamentar Antirracista dos municípios
que compõe o Consórcio CIOESTE, também que seja realizado o 1º
Seminário Regional de Políticas Públicas Raciais e Combate ao Racismo,
onde se fará um balanço de tudo o que tem de ser desenvolvido em
termos de políticas públicas, iniciativa privada e organizações não
governamentais relacionadas a diminuição das desigualdades raciais e
combate ao racismo. Além disso, foi anunciado que em agosto tem início a
coleta de dados do Censo Demográfico e foi proposto que as pessoas
utilizassem a auto declaração, ou seja, como a pessoa se percebe em
relação a sua cor ou raça, e que por isso, pode se declarar ‘preta’ por
pertencimento de raça, descendência direta, traços fenótipos e
ancestralidade.
A professora palestrante Analu da Silva Souza falou sobre as
mulheres Negras que falam e escrevem, desde sempre e sempre. A
historiadora Marcia Ribeiro discorreu sobre a mulher negra e a educação
antirracista, seguida da professora e Yalorixá Maria Izabel Mendes que
ressaltou em sua fala emocionada sobre a resistência da mulher negra na
religião.
APRESENTAÇÕES CULTURAIS
O evento contou também com a parte cultural, onde foram
demonstrados trabalhos de rendas, apresentação dos ‘Cantos de Trabalho

das Rendeiras’ e a fala da coordenadora do grupo carapicuibano de
artesãs ‘Rendeiras da Aldeia’ que fazem parte de uma das ações do Núcleo
de Estudos e Criação da Indumentária e Figurino Brasileiro da Oca Escola
Cultural.
A interação com as crianças e adultos ficou por conta da artista
brincante Mônica Sena. Mônica e contou com o auxílio poético de João
Antunes e Juraci Silva.
HOMENAGEM
A Grande Dama, Mulher Negra e homenageada da noite, foi a Mestre da
Congada de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, Divina Daniel das
Dores a ‘Tia Divina’, 93 anos. Essa homenagem foi conduzida pela
jornalista e Mestre de Cerimônias da noite, Maria Adélia Santos. Após a
entrega das flores, a sobrinha-neta da homenageada falou da origem e
retomada da Congada.

FOTOS: Mark Silva
LEGENDA 01: Evento que lotou a Câmara de Carapicuíba debateu diversas
propostas sobre antirracismo
LEGENDA 02: A homenageada da noite foi a Mestre da Congada de São
Benedito e Nossa Senhora do Rosário, Tia Divina

Pequeno Polegar - Matrículas 2023
Horóscopo
Flavio Ricardo | Creative Retouch

©2024. Expressão Regional. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Avesso Digital