Logotipo Expressão Regional

Home Cultura e Lazer

FESTIVAL DE TEATRO DE ITAPEVI COMEÇA HOJE TERÇA-FEIRA (22)

22/10/2019

Com espetáculos gratuitos, 2º Festita acontece na Kolping Cristo Rei

A Prefeitura dá início, na próxima terça-feira (22), ao 2º Festita – Festival de Teatro de Itapevi, na Kolping Cristo Rei (Rua Brasília Abreu Alves, 33, Jardim São Carlos), com espetáculos gratuitos até domingo (27).

A primeira apresentação na terça, às 18h, será “Medeia em faces”, da Cia de Teatro IA3 “Cadê Tadeu”, de Pindamonhangaba. Na sequência, às 21h, a Cia Itapava, de Itapevi apresenta “7 doses de In(Sanidade).

Os espetáculos selecionados acontecem até sábado (26). A premiação dos trabalhos será realizada no domingo, às 18h e contará com a participação especial da “Cia La Cueva”, grupo vindo diretamente da Bolívia, que acumula apresentações em diversos países. “Por se tratar de companhia estrangeira, este espetáculo será em espanhol, mas haverá legenda nos telões durante a apresentação”, explicou Hélton Lima, diretor da Escola Livre de Teatro e Circo de Itapevi.

Cerca de 30 companhias, de diversos municípios, se inscreveram para o evento. Foram selecionadas 10 peças adultas e duas infantis das cidades de São Paulo, Tatuí, Pindamonhangaba, Carapicuíba, Serra Azul, Jundiaí, Limeira, Sarapuí, São Roque e Itapevi.

Os trabalhos foram escolhidos por uma banca avaliadora, formada por profissionais da Secretaria Municipal de Cultura e Juventude e avaliou critérios como: qualidade técnica e excelência artística das peças, coerência na concepção do trabalho, sustentabilidade e currículo do grupo.

O Festita tem como objetivo fomentar o movimento teatral no município e região, promover o intercâmbio cultural e divulgar as artes cênicas produzidas em nosso país.

As categorias premiadas serão: Ator Revelação; Atriz Revelação; Melhor Ator; Melhor Atriz; Melhor Ator Coadjuvante; Melhor Atriz Coadjuvante; Melhor Diretor; Melhor Cenografia; Melhor Iluminação; Melhor Figurino; Melhor Maquilagem; Melhor Sonoplastia; Melhor Texto; 3º Melhor peça; 2° Melhor Peça; 1° Melhor Peça.

Confira a programação do 2º Festita:

22/10 – Terça-feira

18h – “Medeia em faces” – Cia de Teatro IA3 “Cadê Tadeu”– Pindamonhangaba – Classificação: 16 anos

Texto: Eurípedes

Direção: Wesley Silva

Sinopse: “Medeia em Faces” traz de forma íntima o mito, até hoje recorrente em nossa sociedade, que desafia o tempo ao aproximar a mulher grega da mulher contemporânea provocando o paradoxo de Razão/Emoção no público ao julgar essa amante que oscila entre o mito e o humano. Ela é a bruxa, a mãe e dona de casa, um ser passional que usa todo o seu conhecimento para dar à Jasão, seu marido, o poder desejado e, em retribuição, é traída por ele.

21h – “7 doses de In (Sanidade)” – Cia Itapava – Itapevi – Classificação: 14 anos

Texto: Colaborativo – Inspirado em Psicose 4:48 de Sarah Kane

Direção: Julya Maria

Sinopse: Inspirado na obra de Sarah Kane (Psicose 4:48), VII Doses de In(Sanidade), texto criado a partir das experiências e histórias dos atores envolvidos, traz à tona a mente humana em sua fragilidade. Em uma época em que tudo é caos, os atores colocam em cena todas as oscilações de sentimentos de uma mente depressiva, a fim de conscientizar que depressão tem cura, e que você não está sozinho.

23/10 – Quarta-feira

18h – “A náusea” – Cia. Representando a Arte – Serra Azul – Classificação: 12 anos

Texto: Adaptação Coletiva da obra Dorotéia de Nelson Rodrigues.

Direção: Richard Barros de Oliveira

Sinopse: Adaptada da obra rodriguiana – A Náuse – tem como plano de estudo a peça mítica Dorotéia. O espetáculo escrito em 1949 faz parte do teatro desagradável de Nelson Rodrigues e traz em suas entranhas um universo bem típico do dramaturgo carioca. Regrado de dramaticidade e com uma pitada de humor, a peça traz como plano de fundo um estilo bem próprio do autor mas, como sempre, singular em seus espetáculos e discute de forma direta assuntos que existem até os dias de hoje.

21h – “Abajur Lilás” – Trupe Garagem & Cia. – Tatuí – Classificação: 16 anos

Texto: Plínio Marcos / Adaptação: Paula Fernanda

Direção: Paula Fernanda

Sinopse: Abajur Lilás conta a história de três prostitutas: Dilma, Célia e Leninha. As três vivem dentro de um quartinho, onde elas atendem os clientes, e são arrendadas por Giro, o cafetão que é sempre acompanhado por Oswaldo, seu “segurança” e acompanhante. Com o conflito estabelecido após a quebra do Abajur Lilás, as meninas passam por um tratamento de choque para descobrir, quem o quebrou.

24/10 – Quinta-feira

Infantil: 14h – “A menina e o pé” – Cia. Cordiais– São Paulo – Classificação: Livre

Texto: Graziela Barduco e J.P. Rezek

Direção: Graziela Barduco

Sinopse: O terrível Seboso Porcaleone, através de seus causos e percalços, faz uma tentativa de concretizar o seu plano de aprisionamento de pés e podridão universal, presenteando a Menina Beatriz com um par de botinas amaldiçoado, que além de aprisionar os seus pezinhos, acaba despertando neles um tenebroso chulé das catacumbas.

19h30 – “A Casa de Todos os Santos” – Cia. Os Hypócritas – Carapicuíba – Classificação: 18 anos

Texto: Kako Soares

Direção: Kako Soares

Sinopse: Você não precisa acreditar em Santos. Mas eles acreditam em você. Todas as suas escolhas sempre serão regidas por eles, seja para o bem ou para o mal. “A Casa de Todos os Santos” conta três histórias de escolhas. Crentes e Desacreditados, de diferentes religiões, lutam para defender ou escapar de suas escolhas, sem saber que o destino não se abala diante de súplicas.

21h30 – “Tigrela” – Magnólia Cultural – São Paulo – Classificação: 18 anos

Texto: Lucas Sancho

Direção: Lucas Sancho

Sinopse: Tigrela inspirou-se livremente no universo da escritora Lygia Fagundes Telles para criar uma alegoria fantástica da atual crise e polarização política nacional.

Na história, o território de Ciranda de Pedra tem uma nova líder: o sistema operacional Tigrela, pois acredita-se que um sistema é incorruptível. Ao mesmo tempo, um rei, uma líder religiosa, uma jornalista e um operário estão sendo caçados pelo exército de ratos anões a mando de Tigrela.

25/10 – Sexta-feira

18h – “Cheiro de jabuticaba” – Grupo Entre Nós – São Roque – Classificação: Livre

Texto: Grupo Entre Nós

Direção: Wesley Furquim

Sinopse: Cheiro de Jabuticaba é um espetáculo que traz histórias e recordações da infância dos atores traçando um paralelo entre o que é ser adulto e o que é ser criança.

Ele vai das histórias que avó da Lana contava para o pai dela e que ele contava para ela, história essa que o Alzheimer e a idade já não deixam ela lembrar; até o bombom sonho de valsa que Rita esperava receber todo domingo depois da macarronada com tubaína. Indo do cheiro de juventude da Dona Benilde que viveu e cresceu dentro de um cinema até as saudades inconsoláveis do Seu João que nunca mais cantará por entre as torres do morro do Cruzeiro e os foliões da Folia de Reis assistidos em cima daquela velha Jabuticabeira.

21h – “Bonitinha, mas ordinária” – ANCEC – São Paulo – Classificação: 12 anos

Texto: Nelson Rodrigues

Direção: Luis Artur Nunes

Sinopse: Bonitinha Mas Ordinária” conta a trajetória de Edgard jovem pobre e ambicioso, que recebe uma proposta irrecusável para subir na vida: Casar-se com a filha de seu patrão, o Dr. Werneck um milionário devasso e amoral. A moça, Maria Cecília recém-saída do colégio, teria sido violentada em uma situação nebulosa, o que impediria um possível casamento. Apaixonado por Ritinha sua vizinha, moça simples que não mede esforços para sustentar sua mãe e garantir a manutenção da virgindade de suas irmãs mais novas, Edgard aceita o pacto de casamento, mas será atormentado permanentemente por seus dilemas morais, representados pela frase “O Mineiro só é solidário no Câncer”. Coadjuvado por Peixoto personagem sem escrúpulos e auto-intitulado mau caráter, ele terá que se decidir entre sua ambição e seus princípios éticos.

26/10 – Sábado

Infantil: 14h – “A refeição” – Cia. Tramp de Palhaços – Jundiaí – Classificação: Livre

Texto: Luan Silva

Direção: Luan Silva

Sinopse: Filomeno é vendedor de pipocas das portas dos teatros pelo Brasil a fora, e pela sua rotina de trabalho suas refeições são sempre feitas de forma adaptada e desastrosa.

18h – “Coisas do interior” – Cia. Teatral Sarapós – Sarapuí – Classificação: Livre

Texto: Diego J. Rosa

Direção: Gustavo Barros

Sinopse: A pacata cidade de Sarapuí está em polvorosa. Depois de uma longa e funesta dúvida sobre como um caixão deve entrar no cemitério para garantir o acolhimento do morto no reino do céu, um defunto reviveu em pleno cortejo e está disposto, para ter um enterro digno, a contar os pecados daqueles que estão envolvidos na grande confusão. Do povo às autoridades será que alguém sobrevive à língua afiada do morto que desmorreu?

21h –“Caravela da ilusão” – Espaço Núcleo – Limeira – Clasificação: Livre

Texto: Jonatas Noguel

Direção: Jonatas Noguel

Sinopse: Uma família se vê perdida em uma ilha após um terrível naufrágio, vivendo em um ciclo repetidamente, quando um dia suas vidas tomam um novo rumo com a chegada de um misterioso anjo. Recheado de comédia e cantigas populares, o espetáculo “Caravela da Ilusão” conta a saga de uma família em sua passagem para um outro mar.

27/10 – Domingo – Premiação

Apresentação da companhia boliviana “La Cueva”:

18h30 – “Manzana”  – Cia La Cueva – Sucre-Bolívia – Classificação: Livre

Texto: Dario Torres Urquidi – Inspirado em textos de Marisol Campos e Jamil Estrada

Direção: Dario Torres Urquidi

Sinopse: Erika, uma mulher de meia idade, mãe de Camila (16) e Luis, seu novo namorado, são escolhidos para um Reallity show de famílias modelo. As relações dessas personagens se enfrentarão com a necessidade de representar um papel que não os corresponde e sorrir durante 24h.


Pequeno Polegar - Matrículas 2023
Horóscopo
Flavio Ricardo | Creative Retouch

©2024. Expressão Regional. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Avesso Digital